quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Armas

Mil anos sem postar direito, acabei não atualizando a evolução dos treinos. Eu sei, todo mundo estava sem dormir por causa disso. Por isso mesmo que eu vou me redimir e contar tudo. Não há insônia que resista a este post! =)

Quarta fase: praticamente um divisor de águas no que diz respeito ao treino. Além de aprender duas formas que precisam de um fôlego filhodaputa mais trabalhosas, no exame precisamos fazer TUDO o que aprendemos do currículo regular (matérias de cursos não entram... Obrigada) e ficar nas posturas por módicos QUATRO MINUTOS. Tô fodida. Enfim, eu ainda não precisei passar por isso. Em dezembro eu conto como foi.

Uma das formas da quarta fase é uma forma de arma, de facão para ser mais exata.

Meu facão novinho em folha. *-*

As vezes a lâmina bate no meu cabelo e eu me sinto a Mulan. (y) A forma foi sabiamente definida por um colega como "criminosa... principalmente pra quem faz". Eu concordo com ele. É a forma que eu menos gosto de fazer. Cansa, tem muitos giros e as vezes dá a sensação que você entrou num looping e ela não vai ter fim.

Mas, como aprender a brandir um facão não era suficiente, eu fiz dois cursos! Um de leque e outro de espada reta.

A espada reta é aquela que eu comprei pro Tai Chi Chuan e já postei aqui. A forma é foda! Muito bonita, só que meio espaçosa. Dependendo da lotação do dia, fica meio difícil de treiná-la. Mas gostei pra caramba dela! =D

Agora, o leque. Este tem um pouco mais de história. Começamos quando não fazia tanto tempo que eu treinava e ganhei de aniversário da Ingrid um lindo leque vermelho.

Olha só, que lindinho o leque!

Quando surgiu a oportunidade de aprender a forma, fui toda feliz fazer o curso com ele. O Sifu avisou pra tomar cuidado, pois dado o material dele, corria um pequeno risco de quebrar. E de fato quebrou. Eu mal tinha começado a aprender a forma e já quebrei. Me senti muito ogra nessa hora. ¬¬ Não foi legal.

Pobre leque, não resistiu a dona troglodita.

Por isso, na hora do curso mesmo, precisei pegar outro leque. Ainda bem que o Sifu tinha uns sobrando.

O bambu aguenta melhor o impacto dos treinos... Pena que eu descobri isso meio tarde =/

Mas aí, quando eu menos esperava, ganhei mais dois leques do demente que pensa que eu sou a Kitana amigo Bruner! =D

Percebam: os leques são de aço! ... E parece que só existe uma estampa pra gravar no tecido =P

Moral da história: tô de armas até o pescoço! Uhuuu!! \o/

2 comentários:

Kao disse...

Ana, por gentileza, saberia me dizer (ou teria como perguntar) onde seu amigo conseguiu comprar os leques de aço? Estou procurando em tudo que é lugar, e não encontro. =/

Ana Duarte disse...

Olá, Kao!

Esses leques de aço foram comprados no eBay faz quase três anos. Se a memória não falha, eles vieram da China, talvez de Hong Kong. Tentamos encontrar o link para te passar, mas infelizmente nosso histórico de compras não foi tão longe =/ Há três anos era mais fácil de comprar coisas de fora. Recentemente andamos tendo problemas com encomendas taxadas indevidamente e problemas burocráticos com os Correios, por isso não sei se seria uma boa ideia tentar comprar esses itens lá fora via internet.

Acho que vale alertar para o fato que esses leques em especial são decorativos. As hastes são finas e entortam facilmente dependendo do seu movimento. Se quiser leques de aço para praticar Kung Fu, creio ser mais indicado ficar de olho quando algum conhecido for para fora e pedir para que traga para você. Meu antigo mestre costumava comprar algumas boas armas quando viajava para competir na China. Lembro-me dele com leques de aço excelentes e funcionais para treino.

Infelizmente não pude ajudar muito =/ Qualquer dúvida, pode comentar novamente ou entrar em contato pelo email que consta aqui no blog ^^

Abraços!