quinta-feira, 14 de abril de 2011

Calma...

O Resmungos Precoces não morreu! (y) :F

Olá, queridos fãs e incontáveis leitores assíduos. Eu sumi por mais de um mês, mas estou de volta e colocarei o blog pra funcionar de novo.

Aconteceu que mês passado, no dia do aniversário do blog, minha Vovinha partiu pra junto do Duartão. Como bem disse a Zazá, quando ele viu sua delicada mamãe chegando, certamente xingou um monte, tipo: PUTAQUEPARIU, mas já você aqui? Agora meu sossego foi pro espaço! Extremamente parecidos como eles eram, se existe algo além desta vida, os dois já estão se batendo por lá. Nada fora do normal. u_u

Lá em casa nós estamos lidando com as saudades e devagar tudo volta aos eixos. Vovinha afobada não tinha esperado pra nascer e também não esperou pra partir. Foi embora muito cedo. Vovinho fofo, aquele que eu aloprei em fevereiro, já voltou a vida normal e mesmo que fique muito triste alguns dias, tá segurando bem esse rojão.

Enfim, depois desse período meio bad, retomarei as atividades aqui. Tenho filmes pra comentar e histórias do Duartão pra contar.

Aliás, falando no meu velho paizão, eu vinha pensando em encerrar a série. Achei que já tinha contado as melhores passagens da vida dele e que insistir nisso ia ficar sem graça. Mas recentemente eu notei que isso das melhores histórias depende do leitor. Tava no trabalho, contei uma inédita do Duartão e uns riram pra cacete, outros nem tanto. De qualquer forma, não esperava tantas risadas por essa história. Agora ela que vai pro próximo post dele! xD Bom, ainda não sei se continuarei postando a série todo mês, mas esporadicamente ele aparecerá por aqui. Outra coisa que descobri estes dias é que meu pai tem fãs, e eu não posso deixá-los na mão. Já tinham me falado que gostavam muito dos posts sobre ele e tal, mas domingo um dos fãs me surpreendeu. Duartão é tão foda que virou matéria-prima até pra quem não o conheceu. E isso pode virar uma surpresa pra vocês. Não garanto, mas fiquem ligadinhos para as próximas postagens, principalmente em 16/07, dia do aniversário do Duartão. ;D

Bom, a moral da história é que chega de preguiça. Duartão continua com a gente e meus super comentários sobre os filmes, também! Retornaremos agora a programação normal.

Morram todos, grata.

2 comentários:

Raphael "Mr. Noin" Leal disse...

Não falarei muito, apenas colocarei o começo de uma música famosa dos gênios do Monty Python:

"Some things in life are bad, they can really make you mad. Other things just make you swear and curse. When you're chewing on life's gristle, don't grumble give a whistle. This will help things turn out for the best.

Always look on the bright side of life! Always look on the right side of life!

If life seems jolly rotten, there's something you've forgotten and that's to laugh and smile and dance and sing. When you're feeling in the dumps, don't be silly, chumps! Just purse your lips and whistle, that's the thing!

Always look on the bright side of life! Come on, always look on the right side of life!"

Insônio disse...

Hoje eu resolvi que queria ler Mario Quintana, e depois resolvi que queria ler Ana Duarte. Eu ainda não tinha lido esse post, dos novos só tinha visto o de covers. As coisas são engraçadas, e tem um trecho de um poema do Mario Quintana que me lembrou muito, não só você, mas a morte em si. Se chorar, apanha. Dessa vez não quero fazer ninguém chorar. U.U

"[...]

E o vento vinha ventando
Pelas cortinas de tule...

Menos um lugar na mesa,
Mais um nome na oração,
Da que consigo levara
Cruz, âncora e coração

(E o vento vinha ventando)

Daquela que cujas penas
Só os anjos saberão!"

(Canção de um dia de Vento, Mario Quintana)